DaBone namoro

Como me sinto atualmente

2020.11.28 07:01 imashxwty Como me sinto atualmente

Acho que antes de começar a contar como estou me sentindo eu tenho que contar como tudo chegou até aqui, e acho que vou tentar resumir da forma mais breve, então vamos lá:

  1. Como eu era e o que deu início a isso tudo: antes de 2015 eu era um garoto normal, nada demais, ia pra igreja, falava com os outros, passava um muito tempo jogando joguinhos, sempre gostei muito de entrar em fóruns, seja pra conversar, baixar jogos, programas, isso sempre foi um traço meu. Nesse mesmo ano eu conheci uma garota, eu tava no 7° ano, ela era uma garota legal, eu gostava de falar com ela, só que ela era MUITO DEPRIMIDA, muito mesmo, e a gente tinha uma amizade muito boa, eu gostava muito, mas ela teve que se mudar do município por conta que o pai dela arrumou um bom emprego longe de onde eu moro, consequentemente ela saiu né. A gente continuou mantendo contato diário, naquela época que você usava um dia o SMS e o outro usava internet pra acessar as redes sociais no celular. Ela sempre parecia estar cada vez mais triste, até que um dia ela me ligou, falando que me amava, isso, aquilo, eu tentei acalmar ela, ela parecia nervosa, ela se acalmou, falou que ia descansar; no outro dia a mãe dela me ligou avisando que ela tinha se matado, se enforcou, eu nunca procurei saber o que causava tanta tristeza nela, eu era muito moleque também, quando ela morreu eu não fiquei tão deprimido quanto uma pessoa ficaria, achei que era plano de deus, algo do tipo, mas eu nunca botei muita fé em religião, só queria achar alguma forma de negar aquela situação.
  2. Como eu fui decaindo: Os dias iam passando, eu mudei de escola, fui para uma nova, mas sabe, cada dia que passava eu me sentia muito muito sozinho, e em 2015 mesmo eu tinha entrado em um fórum no reddit, e lá a galera compartilhava muito sobre uma cena underground de música, que atualmente é a galera do lil peep, $B, Bones, Yung lean, Tracy e etc. aquilo realmente me chamou atenção, realmente era um refúgio, então ao longo dos meses eu deixei de acreditar de vez em deus, tava amarradão nessas músicas, comecei a ver Naruto desde o começo, eu tava me distanciando de tudo ao meu redor. Chegou uma hora que eu não sentia mais nada, nem feliz, nem triste, apenas concluindo a escola, então eu conheci um garoto aí, ele tava fazendo engenharia sei lá o que, basicamente ele trabalhava em laboratório que fabrica remédios hospitalares e farmacêuticos, e a remessa que vinha com erro eram desviadas, e começamos a vender isso na escola, inclusive eu era um ótimo vendedor btw, eu estava fazendo apenas pelo dinheiro, nada mais, queria ver se o dinheiro me fazia sentir algo, 2k para um adolescente em uma quinzena é muita coisa né?, mas eu acabei saindo disso, não sentia ânimo com nada, estava cogitando em me matar também, a vida tinha meio que perdido o sentido, etc, etc.
  3. Como as coisas ficaram melhores: Em 2016, eu conheci uma garota pela net, eu era meio que "famoso", ela foi me dar parabéns no Facebook, mas eu a prior ignorei, tava com a cabeça encostada na parede pensando em tudo aquilo, na vida rasa que eu tava tendo, mas decidi responder a garota, e formos conversando, ela usava foto de anime, mas ela tinha me mandado uma foto sabe, e ela era muito muito linda, de verdade mesmo, pensando com o pinto comecei a dar em cima dela, mas percebi que não dava certo, pois tinha firmado meio que um laço de amizade, não sei bem explicar, foi a melhor amizade que eu tive, a gente se dava muito bem, fomos se conhecer e tal, a gente sempre se via, era uma amizade perfeita; em 2017 eu conheci uma outra garota, eu não me lembro como, realmente não sei como, mas se achamos no Instagram, falando sobre Boku no Hero, é um anime de herói btw, quando fui ver, a conversa era boa pra caralho, tipo, amava muito conversar com essa mina, e eu estava realmente gostando dela, a gente se via também 2x no mês, a gente ficava quando saia juntos, fazia uns negócios fofos, era muito lindo, vocês tinham que ver. Eu realmente tava muito feliz, tinha uma melhor amiga e praticamente uma namorada, eu amava muito essas duas pessoas.
  4. O declínio: Querendo ou não eu me tornei uma pessoa muito triste, desanimada com a vida, e pra me dar tão bem com essa amiga ela não era muito diferente né, acho que por isso se dávamos tão bem... entender a dor do outro e tal, era bom ter alguém assim pra conversar, mas a gente nunca pensou em tipo, chegar aos TRINTA ANOS, é muita coisa sabe, sei lá... e em 2018, infelizmente, ela se matou, ela pegou um revólver, botou na boca, mirou pra cabeça e apertou, eu cheguei antes das autoridades lá, e olha que eu moro longe, eu lembro de ter ficado estagnado na porta do quarto dela, olhando aquilo tudo, pensando que aquilo nunca poderia acontecer, vendo o sangue escorrer pelos fios do cabelo dela, foi muito bizarro... Essa minha quase namorada me ajudou muito, mas advinha só? sim, ela morreu também, num acidente de carro, em 2018 também, cara, eu fiquei tão arrasado, eu nem sei explicar, eu ia pedir ela em namoro finalmente, foi muito tenso. Então eu comecei a me drogar, e por ter conhecimento prévio e produto gratuito, antes dos 18 anos eu tive 2 overdoses e um princípio de uma, mas ninguém sabe, eu usava uma ID falsa, e isso tudo só piorou, desenvolvi depressão, esquizo, ansiedade, etc.
  5. Como estou hoje: Atualmente eu não sinto nada, nem bem, nem mal, é como se eu tivesse aceitado a morte, mesmo estando vivo, nada mais me da tesão, sabe, de fazer as coisas, as drogas não surtem efeito, eu tô num abismo mesmo, eu também não ando afim de me matar, eu vi no reddit mesmo um cara falando sobre se sentir mais ou menos assim, e deixou a vida andar, ele conheceu uma mina, constitui uma família com ela e ficou feliz, eu não quero ter uma família nem nada do tipo, apenas quero alguma felicidade pra ter uma vida normal de novo, ando todo ferrado mentalmente, tenho conquistado muitas coisas, mas nada disso me trás um ânimo, um fôlego, sei lá, talvez eu esteja morto mesmo.
submitted by imashxwty to desabafos [link] [comments]